Advocacia Trabalhista Borges

MÍDIAS

NOTÍCIAS

Pautados pela ÉTICA e CIDADANIA, DEFENDER os legítimos interesses dos nossos clientes, com ações ÁGEIS e INOVADORAS, nos limites da LEGALIDADE, através de profissionais MOTIVADOS, COMPROMETIDOS e EXPERIENTES!

Missão da Advocacia Borges

Advocacia Trabalhista Borges

Como podemos auxiliar:

Nossa equipe jurídica está totalmente preparada para ajudar na sua causa!
Com profissionais especializados na área trabalhista, atendemos pessoa física e jurídica.
Atuamos nas áreas consultiva e contenciosa a favor primordialmente do empregado.

Tire sua Dúvida

Preencha o formulário e um de nossos advogados trabalhista entrará em contato com você!

Perguntas Frequentes

As Férias é o período de descanso anual que deve ser concedido ao empregado após o exercício de atividades por um ano, ou seja, por um período de trabalho de 12 meses, sendo que serão concedidas no prazo de 12 meses subsequentes à aquisição do direito. Assim, a lei não permite a conversão “vender as férias” de todo o período em pecúnia, mas autoriza que apenas 1/3 do direito a que o empregado fazer jus seja convertido em dinheiro.

O tempo de duração de um processo trabalhista não depende nem do cliente e nem do advogado, mas das instâncias judiciais nas quais o processo está em andamento, bem como da matéria envolvida. Dessa forma, o tempo pode variar de caso a caso.

No caso dos processos envolvendo bancários, como questões relacionadas ao pagamento de hora extra, 7ª e 8ª horas extras, cargo de confiança, entre outros, as particularidades da legislação no que concerne a essa categoria exigem que o profissional responsável pelo caso tenha um amplo conhecimento do direito dos bancários e, dessa forma, possa garantir mais segurança ao cliente durante a condução do processo. 
O parágrafo primeiro, do artigo 459 da CLT (Consolidação das Leis do Trabalho), estabelece que o pagamento do salário deve ser realizado no máximo até o 5º dia útil do mês subsequente ao vencido. É permitido o pagamento por cheque ou depósito bancário a alfabetizados, desde que o horário do banco permita ao empregado movimentar a conta, devendo a empresa pagar as despesas de condução, se o banco não estiver próximo. A movimentação da conta através de cartão magnético também é permitida.
 

Nossa Equipe

Perguntas Frequentes

Dr Mauricio Nahas Borges - Advogado e mestre em Direito do Trabalho

Mauricio Nahas Borges

OAB/SP 139.486

Dra Judite Nahas - Advogada Trabalhista

Judite Nahas

OAB/SP 20.885

Dra Andréa Nahas - Especialista em Direito do Trabalho

Andréa Nahas Borges

OAB/SP 130.942

Dr José Oscar Borges - Advogado Trabalhista

José Oscar Borges

OAB/SP 54.473

Caso queira enviar seu currículo para trabalhar com a Advocacia Borges